Buscar
  • Stenio Moura

On e Off...Turn off.


Quanto mais surgem notícias sobre avanços na tecnologia, inovações, e o tão falado 5G, mais o mundo corre para o desaparecimento das diferenças de ON e OFF.

Tudo bem que há muito tempo em apresentações de estratégia já se discursa e discute sobre esse "futuro" cenário. Porém quando realmente vamos viver essa realidade?


JÁ ESTAMOS VIVENDO!


Não acredita? Então acompanhe.Precisamos falar sobre Audiências. Com "A" maiúsculo mesmo.

Da tv? Não.


Da rede social? Não.


Do Google? Também não…Quero dizer, dessas três e de todas as outras.


Estou falando do comportamento do consumidor em diferentes situações, meios e canais.

Quanto mais nos aprofundamos nas tendências de comportamento e como as pessoas têm consumido conteúdo, produtos e serviços, cada vez mais comprovamos que são as mesmas pessoas em todas as situações, porém com gatilhos e motivações diferentes dependendo do estímulo.Por isso, tudo que precisamos é entender profundamente as Audiências.

Entende porque escrevi com letra maiúscula? Porque tudo começa nas audiências e necessidades dessas pessoas que formam esses grupos de consumo. Estou falando de consumo de uma forma ampla e não só do dinheiro que adquire produto/serviço.


Ser people centric, seja "people" seus clientes, seus colaboradores, seus familiares ou seu filho, você precisa primeiro entender as motivações, necessidades e angústias dessa pessoa, para depois conectar aquilo que tem mais valor na sua oferta (seja de marca como aspiracional, seja tangível, como um produto/serviço).


Mas como fazer isso em tempos tão velozes que mal conseguimos entender como nós mesmos funcionamos?


Não é simples. Porém é possível.


O primeiro, e o caminho mais racional, é o estudo do comportamento através de pesquisas, vídeos, palestras, etc, que é possível encontrar em qualquer broadcasting por aí como TED, Youtube, livros digitais, etc.


Porém, se você quiser começar a viver na prática o entendimento das angústias do ser-humano, comece a praticar no dia a dia.Analise, reflita e discuta com algumas pessoas próximas, comportamentos e decisões de outras pessoas próximas de você.


Não estou falando de julgar e ficar criticando ok?


Reflita como as pessoas tomam decisões e tente ao máximo se colocar no lugar delas, porque quanto mais profundo for, mais entenderá suas motivações.


E essa é uma excelente forma de exercitar sua capacidade de análise, para quando se deparar com uma pesquisa de comportamento, entender como determinado tipo de atitude nasce e se desenvolve. Não é só sobre números e aspas em relatórios, mas principalmente sobre como você lê esses números e aspas.


Não é só sobre números e aspas em relatórios, mas principalmente sobre como você lê esses números e aspas.


Estamos em meio a mudanças profundas nas nossas estruturas de mundo e como as pessoas se relacionam entre si. Mas especialmente as marcas estão sofrendo para entender como posicionar seus produtos/serviços nessa mudança.


Uma marca com proposta de valor definida e com alto entendimento da sociedade conseguirá navegar nesses mares turbulentos e jogar o jogo, movimento a movimento, de forma mais fluida.


O ponto de partida deve ser o entendimento completo das audiência.Transformar os dados em inteligência.


Entregar valor, produtos, serviços e conteúdo em forma de benefício para as pessoas.É Business from Audiences.


Vai se transformar em uma campanha publicitária? Não sei. Talvez.


Vai ser um novo produto ofertado? Quem sabe.


Vai ser um novo mercado a ser explorado? Vá mais fundo.


Sua empresa precisa mudar? COM CERTEZA.

Stenio Moura

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo